sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Diário Escoliótico: Minha história| Escoliose


Olá pessoal, tudo bem?

Já faz um tempinho que não faço post aqui no blog, além de está estudando, assistindo série e curtindo muita preguiça, estou fazendo RPG (fisioterapia) e correndo atrás de médicos para fazer minha cirurgia.

Minha história com a escoliose começou em junho de 2015, porque foi quando eu descobri, porém já estava com um grau muito alto, então não sei ao certo quando começou, minha mãe diz que talvez seja porque eu cai quando tinha uns 5 anos e machucou a ponta da coluna (ponta da coluna que eu falo é a parte vertebral, que só dava para perceber olhando bem de frente, de costas não tinha diferença) e eu fui crescendo e ela aparecendo mas também não dava para perceber, doía algumas vezes, quando eu andava demais ou comia e ia andar, mas até uns 11 anos eu não sentia nada disso, só tinha aquela diferença na vértebra, depois de ficar indo no médico até os 7 anos vê isso e ninguém dando importância, comecei a fazer acompanhamento com a pediatra e ela também não deu importância disse apenas que era porque eu era magra, minha mãe nunca deixou de correr atrás de médicos e mais médicos, mas todos tinha uma desculpa e falava que deveria ser sempre por eu ser magra, nunca pediram nenhum exame nenhum, lembro até que em 2012 quando minha mãe me levou em um hospital, a médica disse que nós estávamos tirando a vaga de uma pessoa que precisasse mais, com um caso mais urgente, porque o meu era uma coisa "boba", que eu deveria ir apenas em uma clinica de estética mais para frente e saímos decepcionadas, porém nunca mais fomos atrás de médicos. Em 2013 para 2014 eu já estava me sentindo um pouco torta, não sei se era as minhas pernas ou alguma coisa com meus ombros, mas por ninguém nunca dá importância pensávamos apenas que era por causa da minha postura, o jeito que eu sentava e ficava deitada, em março eu fui em uma médica, para pedir os exames de sangue, urina e essas coisas, mais uma vez eu falei do meu osso e da minha postura, eu estava com minha tia e ela falou que desde pequena eu tinha isso e blá, blá, blá, a médica pediu um raio-x apenas dessa parte e quando eu voltei lá para mostrar ela disse que não era nada demais, ela era uma médica do convênio. Um parente do meu pai vivia vindo aqui e falava sempre que eu estava ficando torta, mas continuamos achando que era coisa da postura...De 2014 para 2015 aconteceu uma coisa muito doida, eu cresci muto, cresci demais, eu era bem baixinha e do nada já estava mais alta que minha irmã mais velha e meus pais, estava quase do tamanho da minha prima Carol que é alta por genética, isso depois foi considerado como um famoso estirão, porém como todos os médicos sempre tinha uma desculpa, eu cresci com um osso meio que aparecendo e achando tudo isso estranho porém normal e eu me acostumei, não incomodava tanto, ninguém repara a não ser que eu mostrasse e eu continuei achando que era pelo fato de eu ser magra. Em julho de 2015 não lembro ao certo o dia, eu fui com a afilhada da minha mãe e a filha dela tomar a vacina de 15 anos e tinha uma consulta com uma médica do Peru, isso pelo SUS, pedi os mesmos exames que tinha pedido para aquela médica de 2014 e contei a minha história, mostrei a minha barriga, a coluna e etc, não precisou muito tempo ela já tinha identificado o que eu tinha, era ESCOLIOSE IDIOPÁTICA, eu procurei algumas coisas na internet e fiquei bastante espantada de primeira, no dia 14 de agosto fui ao médico com meu pai, era um ortopedista do convênio, ele perguntou o que eu tinha então eu disse e mostrei a coluna, quando sai de lá fiquei chateada pelo jeito que ele falou, esculachou muito, falando que eu estava com um grau alto e que tinha uma deformidade, que era caso de cirúrgico, que meus pais deveriam ter percebido isso a muito tempo, porém eu entendi que ele apenas quis "ajudar", ele me deu guia de rpg, de um raio-x de coluna panorâmico e um pedido para passar com um médico cirurgião. Eu fiquei muito triste, na época escrevia em um diário e minha irmã também, nós contávamos como tinha sido nesse dia e nesse dia eu escrevi "ESCOLIOSE- Descobri totalmente hoje que tenho, é uma coisa doida na coluna, só que não quero fazer o tratamento Zzz, fui para o centro e cheguei 11h eu acho, ainda tive que ir para o curso e quando cheguei minha mãe ficou falando um monte da coluna e blá blá blá.", fiz o exame e corri atrás do outro médico, não lembro ao certo a data que passei com ele, mas foi minha irmã que me levou, foi na Vila Mariana, ele viu o raio-x e disse realmente que precisava ser feita a cirurgia mais que eu poderia está fazendo o RPG, que tinha outras formas de tratar, falou que eu deveria parar de usar bolsa de lado e sim uma de "rodinhas" e explicou o que era escoliose, ele me encaminhou para outro médico e depois lá estava eu com minha mãe na Santa Cruz, eu lembro que nesse dia não queria ir, que não queria saber disso nem fazer tratamento, enfim o médico era bem simpático, deu as guias do RPG, viu o exame, falou mais coisas sobre a escoliose e disse que sim o grau era alto, mas poderia ser que o rpg ajudasse, falou também de natação e pediu um raio-x das minhas pernas, se eu tivesse uma mais alta que a outra poderia usar palmilha. Dia 14 de outubro comecei a fazer minhas sessões de RPG, a fisioterapeuta Grazi era muito legal, explicou tudo direitinho e desde o começo disse que não queria que eu fizesse a cirurgia, que poderia melhorar. Eu não podia usar o colete por já está em um grau muito avançado, dizem que quando passa dos 33 ou é dos 40 já é considerado caso de cirurgia. Em novembro voltei com o médico da Santa Cruz, o Dr. Felipe e ele viu o raio-x e disse que não, não tinha nenhuma diferença na perna (lembro que foi um pouquinho difícil fazer esse raio-x porque eu tive que ficar uma parte deitada e tinha que arrumar a perna em uma posição chatinha). Minha primeira consulta com ele tinha sido em agostou ou foi setembro, passei novamente esse dia aí com minha irmã dia 16 de novembro e então ele pediu o mesmo raio-x da coluna, disse que de 6 em 6 meses precisava vê se tinha aumentado ou estava do mesmo jeito, no meu raio-x estava marcado 47 graus. Enfim entre sessões por uma vez na semana de 30 minutos no RPG, chegou rapidinho dezembro e teve as férias, minha próxima consulta com o Dr. Felipe estava marcada para o dia 05 de janeiro, porém no dia 28 fui com minha tia e minha prima tentar fazer o exame, em uma segunda feira, mas no hospital que eu já tinha feito, a mulher da recepção falou que não fazia mais, dia 29 eu viajei para Ubatuba e só voltei dia 2 (um sábado) e a consulta era na terça, como não deu para fazer o raio-x tive que faltar na consulta, consegui fazer o exame, minha mãe ligou para marcar a consulta com o Dr. Felipe, mas só tinha vaga para março, a consulta estava marcada mas passamos em outro ortopedista em Tatuapé, uma amiga da minha mãe indicou então fomos lá no dia 27 de fevereiro, e eu lembro que levei o maior susto quando lembrei dele, era aquele primeiro médico que tinha falado várias coisas, mostrei o raio-x e ele disse que realmente ia precisar da cirurgia, minha mãe disse toda a história que sim, corremos sempre atrás e ele ficou um pouco meio sem graça, mas desejou boa sorte e eu desejava nunca mais vê ele kkkk pelo menos ele me deu mais guias para o RPG, quando chegou em março e minha mãe pediu para eu vê o horário da consulta, vi o nome do médico e não era o Felipe que fazia o acompanhamento do meu caso, então minha mãe ligou para marcar uma consulta com o médico certo, ele não estava mais atendendo na mesma clinica porém marcamos a consulta para maio, era na Santa Cruz ainda, apenas em outra unidade, ele viu o exame e depois de medir viu que eu já estava com 49 graus, ou seja em menos de 1 ano já tinha aumentado 2 graus, então ele falou sobre a cirurgia, que o convênio não cobria, faria na AACD, seria 10 mil e mais 2 mil da anestesia, ninguém queria que eu fizesse a cirurgia por ser muito arriscado e eu, que mal queria fazer qualquer tipo de tratamento queria muito muito muito fazer a cirurgia, marcamos o retorno do médico dia 02 de agosto, mas meio que já era uma decisão final, se iriamos pagar a cirurgia ou não, além de ser longe não adiantaria ficar indo lá só pra ele vê que estava aumentando e ficar dando mais guias de RPG, eu queria muito fazer a cirurgia, entrei nos grupos que ele tinha me passado e vi que tinha casos piores que o meu, casos iguais, pessoas desesperadas que descobriram a pouco tempo. No final de maio eu comecei a procurar sobre negligencia médica, e comecei a pensar que isso poderia ter acontecido comigo, naquela vez que passei com a médica em 2014, falei com vários advogados e eles falaram que sim eu deveria correr atrás, que poderia dar em alguma coisa, imaginei que se processa ela, poderia arrumar o dinheiro para a cirurgia, porém a minha mãe não quis, chegamos até marcar uma consulta com ela, mas depois desmarcamos, e talvez nem desse em nada mesmo...Os meses foram passando bem rápido e a única coisa que eu estava fazendo era RPG, eu achava que estava piorando mais, minha mãe dizia que não, eu estava com um pedido médico para fazer hidroterapia e natação, o médico tinha dado uma guia com 10 sessões de rpg e onde eu fazia só aceitava 5 por folha, então eu iria ter que passar com outro médico para pedir, a Grazi sugeriu que fosse um que trabalhasse lá na clínica, então eu passei com ele no dia 30 de junho, por ela não querer que eu fizesse a cirurgia assim como ninguém queria, ela achava que esse médico iria falar coisas do tipo "a cirurgia não vai precisar ser feita, podemos demorar mais um pouco para pensar nessa possibilidade." Quando entrei na sala com a minha irmã ele pediu para vê o raio-x que levamos e disse tudo que os médicos já falaram e disse que sim, era necessário ser feito a cirurgia, pois era um caso de urgência, então meio que ele já deu um tchau porque meu convênio não cobria onde ele fazia as cirurgias, pediu 3 ressonâncias magnéticas e o mesmo raio-x, mas ele não queria vê, isso já era para mostrar para outro médico, lembro que quando nós estávamos lá na sala tivemos que esperar uns 10 minutos ele falando no telefone sobre uma cirurgia que iria fazer, enfim no dia 24 de julho lá estava eu no hospital da luz para fazer as ressonâncias, eu dormi 4h para acordar 5h30, não estava conseguindo dormir e minha barriga estava cheia de gases, fazendo altos barulhos, a última vez que tinha comida foi por volta de 00h10. O pessoal que trabalha lá eram todos simpáticos, eu me senti naqueles filmes que as pessoas vão de madrugada para o hospital, os funcionários ainda eram todos que tinha trabalhando no turno da noite, eu coloquei uma roupa que eles me deram lá e fui para a sala da ressonância, era uma mulher bem legal, acho que fiquei uns 40 minutos lá dentro daquela "tubo", fazia muito barulho e no começo eu estava com bastante medo, mas deu tudo certo e quando fui colocar minha roupa novamente eu me senti como se já estivesse internada, dia 29 de julho tinha uma consulta marcada, porém a ressonância para levar só estaria pronta dia 1 de agosto. No dia 2 de agosto logo cedinho fui com meus pais no hospital em Tatuapé e esse seria mais um médico, não tinha feito o raio-x da coluna, mas não foi preciso também, de todas as minhas consultas da vida, essa tinha sido a mais rápida, entramos lá e como não foi ele que tinha feito o pedido da ressonância não quis vê, ele apenas olhou o raio-x e disse que sim precisava fazer a cirurgia, que estava com um grau muito alto e quando minha mãe falou que a fisio não queria que eu fizesse a cirurgia ele logo disse: Ela fala isso porque não é ela, nem a filha dela. Ele passou o nome de uma unidade que faz cirurgias e desejou boa sorte, ele ficou tão indignado com a história que disse que se o médico falasse que não precisasse de cirurgia, era para mandar um laudo para ele vê, isso tudo em uns 5 minutos. O que me deixou um pouco brava é porque todos falam da cirurgia, e ele era um médico cirurgião do convênio, no mesmo dia minha mãe ligou para marcar a consulta no tal hospital, mais novamente apareceu um médico do passado, o segundo médico que passei que falou da mochila de rodinhas, eu sei que ele é cirurgião mas também não "quis" cuidar do caso, então não sei se agora daria em alguma coisa, de qualquer forma a consulta está marcada, mas hoje irei tentar ligar para outro hospital e tentar marcar.
Essa é a minha história com a escoliose, existem três tipos, tenho a Idiopática, todas as outras duas tem uma causa, já essa não, não possui causa conhecida.

No laudo da ressonância fala que a escoliose está localizada na Lombar, essa terceira imagem.

Até agora essa é toda minha história, o próximo grande passo será a cirurgia e já estou me preparando, na internet e em grupos tem bastante coisa, dá para tirar várias dúvidas e diversas histórias, experiências...Não sei se outro tipo de escoliose dói, mas graças a Deus a idiopática não dói, só quando faço os exercícios do rpg lá, mas doer na hora e dois dias depois é normal.

Não sei se pode ter piorado quando eu fazia ballet (2011 e 2012) ou se ajudava, e depois que eu parei de fazer ajudou a piorar, queria voltar a fazer mais não é recomendável.
Thumb escolioseee

Mesmo com um grau tão alto minha escoliose ainda consegue ser "escondida", quem sabe só sabe porque eu conto e mostro, outras pessoas não percebem, podem até reparar...Enfim, isso não tem me prejudicado tanto em questão de roupa, e sim quero fazer a cirurgia para me vê retinha, mas não é só pela estética, é porque é realmente necessário e sei que isso pode vim me prejudicar muito no futuro, por continuar aumentando. Também estou ciente que não vai diminuir tudo, de 49 pode ser que fique em 19, talvez 16, quem sabe em 10 graus. Terei que continuar fazendo o acompanhamento, rpg, começar a fazer hidroterapia e natação, vi também que é bem indicado a hidroginástica. Mas, essa cirurgia por mais perigosa que seja e tenha todos esses riscos, vai me deixar feliz no final disso tudo e sei que vai valer a pena, porém terá toda recuperação e algumas complicações para voltar a antiga rotina.

Como não sei se irei conseguir fazer a cirurgia pelo convênio, criei uma vakinha online para vê se consigo os 12 mil para fazer na AACD, se você quiser e puder me ajudar clique >aqui.

          Bom, por hoje é só, qualquer novidade conto para vocês aqui!!
                                       Beijinhos :*

terça-feira, 31 de maio de 2016

Final de Totalmente Demais

Oiiii pessoal, tudo bem com vocês

Ontem (dia 30 terça feira) chegou ao fim uma das novelas mais legais dos últimos tempos que é Totalmente Demais e hoje a tarde passou novamente e claro eu tive que assistir para matar a saudade.

Substituindo I love Paraisópolis, vai ser substituída por Haja Coração, e com certeza para sempre inesquecível, quem assistiu viu que desde o primeiro capítulo (9 de novembro de 2015) até o último, a Eliza lutou, pela sua família, pela sua vida amorosa, pela sua carreira...



Vai deixar saudades pelos personagens, pelas famílias, histórias...Já estou ansiosa para reprisar novamente, uma novela muito marcante e depois de tantas idas e vindas finalmente os casais acabaram como eu imaginei e as combinações melhor impossível.
A única coisa que fiquei chateada é que deveria ter mostrado 3, 4 anos depois e ter o casamento da Eliza com o Jonatas, aquela festona com todos da novela. Mas de resto, foi tudo muito lindo... <3



Não poderia deixar de compartilhar esse vídeo da música tema da Eliza e do Jonas:

Ah e no site da globo está rolando spin-off da novela, para conferir o primeiro clique> Totalmente Sem Noção Demais.

Espero que tenham gostado e beijinhos :*

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Crisma


Olá pessoal, tudo bem?

Sábado passado (dia 21) eu me crismei, estava fazendo a crisma desde agosto/setembro de 2014 e como sábado foi um dia bem especial vou compartilhar aqui no blog as fotos para deixar de lembrança <3

Eu estava com minha madrinha e meus primos no Salão Paroquial as 18h30, o Bispo chegou umas 19h30 e fomos embora 21h


Minha irmã, meu pai e eu <3

Minha mãe, eu e minha madrinha <3

Minha irmã, minha mamis, eu e minha madrinha <3

meusss primos (Rubens, Beatris e Gabii)

Turma da Crisma

Minha catequista Madalena.

                        Depois fomos para a casa da minha madrinha e comemos muito hot dog, bolo e refri!
                                 Por hoje é só, espero que tenham gostado <3
                                                           Beijinhos :*



domingo, 29 de maio de 2016

Boa semana!

Olá genteeeee, tudo bem?

Escrevi um post bem legal, mas a internet está bem lenta e não estou conseguindo carregas as imagens, então vou tentar colocar amanhã e daí libero, para não deixar sem post, escolhi uma imagem bem legal pra compartilhar com vocês e desejar uma ótima semana, e daqui alguns dias um ótimo mês (junhooo uhuul)


...e vamos aproveitar bastante porque já estamos na vigésima semana do ano!

Música do dia:

Beijos e uma boa noite <3